Horário na Nova Zelândia: 0000-00-00 00:00
BR
Compartilhar

Mudanças para portadores de visto de trabalho temporário. Saiba mais.

 

O Ministro da Imigração, Iain Lees-Galloway, anunciou nesta terça-feira (7) alterações temporárias no visto de trabalho de quem já está na Nova Zelândia com vencimento antes do final de 2020. 

Basicamente são três mudanças importantes:

  • Extensão de 6 meses do visto de trabalho assistido por empregador de quem já está na Nova Zelândia e possui um visto que irá expirar até o final de 2020 ( Essential Skills e Work to Residence)
  • Prorrogação do período obrigatório fora da Nova Zelândia de 12 meses para trabalhadores de baixa remuneração (low-skilled) que precisariam deixar o país entre agosto e dezembro de 2020. Os portadores deste visto poderão trabalhar para o mesmo empregador, na mesma ocupação e local por até seis meses a mais. 
  •  Redução do tempo de visto de trabalhadores de baixa remuneração de 12 meses para 6 meses. Isso se aplicará para vistos submetidos para análise a partir de 10 de julho. (pedidos recebidos antes ainda receberão 12 meses de visto, se aprovados)

 “O governo está fazendo mudanças imediatas de curto prazo nas configurações de vistos para apoiar os trabalhadores temporários que já estão na Nova Zelândia e seus empregadores, além de garantir que os neozelandeses que precisem de trabalho sejam priorizados”, disse Lees-Galloway.

 Cerca de 16.500 trabalhadores que estão atualmente no país serão beneficiados com esta última decisão do governo.

“Prorrogaremos o visto de trabalho temporário que expira até o final de 2020 por mais 6 meses. Estamos ajudando os empregadores a aproveitar ao máximo a força de trabalho disponível, neozelandeses e de imigrantes temporários”, ressalta o ministro.

Segundo o governo, a medida garantirá alívio imediato para trabalhadores e empregadores a curto prazo, enquanto se recuperam do impacto da COVID-19 e se ajustam às mudanças nas condições do mercado de trabalho, onde mais neozelandeses estarão disponíveis.

O ministro também anunciou a mudança no período de espera fora do país para trabalhadores low-skilled.  Com a alteração provisória, o trabalhador  que precisaria deixar a Nova Zelândia até o final de 2020, poderá permanecer por mais seis meses antes de entrar no período de espera.

“Os trabalhadores temporários que estão sujeitos ao período de suspensão de 12 meses e que precisariam deixar a Nova Zelândia este ano agora poderão ficar pelo período da extensão. Isso beneficiará cerca de 600 portadores de visto low-skilled que estariam sujeitos ao período de espera imediato de 12 meses.”, explica Lees-Galloway.

O ministro solicitou aos empregadores que se concentrem no planejamento da força de trabalho a longo prazo, no recrutamento e treinamento de candidatos na Nova Zelândia.

“Essas mudanças de curto prazo dão aos empregadores algum tempo para se prepararem para um mercado de trabalho alterado, onde mais neozelandeses estarão procurando por uma colocação. (…) Os novos vistos de trabalho low-skilled serão concedidos apenas por seis meses, pois nossa prioridade é preservar e priorizar futuras oportunidades de emprego para os neozelandeses e dar ao sistema mais flexibilidade para responder aos desenvolvimentos do mercado de trabalho”.

Talvez você esteja interessado em

15 January 2019

Morar e estudar em Invercargill

Invercargill Invercargill é uma cidade pequena e acolhedora, que fica no extremo Sul da Ilha Sul da Nova Zelândia. A...

3 January 2019

Custo de Vida

CUSTO DE VIDA NA NOVA ZELÂNDIA Se você está planejando fazer um intercâmbio ou imigrar, saber qual é a média...

3 January 2019

Por que Nova Zelândia?

Vida na Nova Zelândia Entenda porque a Nova Zelândia é o melhor lugar para você realizar o seu intercâmbio, trabalhar...