Horário na Nova Zelândia: 0000-00-00 00:00
BR
Compartilhar

Em recente pronunciamento, o Ministro da Imigração Kris Faafoi comentou sobre a novidade para portadores do Working Holiday Visa que estão na Nova Zelândia. Saiba mais.

 

O governo da Nova Zelândia está implementando uma série de mudanças na política de imigração para ajudar a preencher a escassez de mão de obra em setores-chave, enquanto garante que neozelandeses que perderam seu trabalho devido à COVID-19, tenham a chance de encontrar um novo emprego.

Em seu novo pronunciamento, o Ministro da Imigração, Kris Faafoi, comentou: 

“Dois setores-chave para os quais estamos trabalhando são a horticultura e a viticultura. Esses setores estão entre uma variedade de indústrias que desempenham papéis essenciais no apoio à recuperação econômica da Nova Zelândia e na geração de receitas vitais de exportação. Portanto, é importante apoiá-los para continuar, garantindo que, onde houver oportunidades de emprego, os neozelandeses tenham uma chance justa de preenchê-las”

Ele ainda continua, “nesta temporada, esperamos que mais kiwis, que perderam empregos devido ao COVID-19, estejam disponíveis para trabalhar nesses setores, mas é provável que haja uma escassez de trabalhadores, já que essas indústrias frequentemente dependem de migrantes para seus picos sazonais. Portanto, pessoas na Nova Zelândia com working holiday visa poderão ficar aqui para ocupar cargos na horticultura e viticultura de curto prazo”, disse Kris Faafoi.

Todos os detalhes serão divulgados pela imigração da Nova Zelândia logo mais, contudo, Faafoi confirmou que o  visto Supplementary Seasonal Employment (SSE) será concedido automaticamente a cerca de 11.000 titulares de working holiday visa na Nova Zelândia, com vistos que expiram entre 1 de novembro de 2020 e 31 de março de 2021.

Esses vistos permitirão que trabalhem em funções de horticultura e viticultura, onde não há neozelandeses suficientes disponíveis para fazer este trabalho.

Os empregadores também poderão contratar trabalhadores da Supplementary Seasonal Employment (SSE) para funções em regiões especificadas numa lista que o Ministério do Desenvolvimento Social está atualmente compilando.
As mudanças na imigração também permitirão que outros portadores de visto de trabalho se candidatem a um visto SSE se tiverem uma oferta de emprego de um Recognised Seasonal Employer (RSE) ou se a vaga estiver na lista do Ministério de Desenvolvimento Social.
Kris Faafoi disse que as mudanças ajudariam a preencher funções que não podem ser preenchidas pelos neozelandeses no curto prazo, enquanto a indústria trabalha em outras soluções.

“Embora o desemprego esteja aumentando devido à pandemia, muito disso está ocorrendo em centros urbanos, longe do trabalho sazonal. Sem essas mudanças de visto, não haverá gente suficiente nos locais certos para garantir que frutas e produtos sejam colhidos a tempo de garantir que os benefícios de recuperação econômica fluam para outros empregos na Nova Zelândia.”

As mudanças são apenas para a temporada 2020/21.

“Nossas fronteiras são controladas de perto para manter a COVID-19 fora. Embora apenas um pequeno número de migrantes possa chegar à Nova Zelândia, o governo está permitindo que a força de trabalho migrante remanescente permaneça. Isso representará um longo caminho para atender às necessidades de mão-de-obra das indústrias de horticultura e viticultura.”, concluiu Faafoi.

 

Última atualização: 22 de setembro de 2020, 12:00 NTZ

Talvez você esteja interessado em

15 January 2019

Morar e estudar em Invercargill

Invercargill Invercargill é uma cidade pequena e acolhedora, que fica no extremo Sul da Ilha Sul da Nova Zelândia. A...

3 January 2019

Custo de Vida

CUSTO DE VIDA NA NOVA ZELÂNDIA Se você está planejando fazer um intercâmbio ou imigrar, saber qual é a média...

3 January 2019

Por que Nova Zelândia?

Vida na Nova Zelândia Entenda porque a Nova Zelândia é o melhor lugar para você realizar o seu intercâmbio, trabalhar...